terça-feira, 29 de março de 2011

Vidas Cruzadas - Parte 5

Estou a gostar tanto, que não resisto em publicar :D




Pedro ao ver aquilo , engoliu a seco e foi buscar uma bebida, e os amigos foram ter com elas.
Entretanto o rapaz (Fernando) que estava ao lado de Sofia atira-se a ela, ela afastava-o mas ele continuava, Pedro que viu aquilo não aguentou e foi lá ter.
Pedro – Então tu? Não achas que te estás a esticar?
Fernando – Que é que tu queres?
Pedro – Deixa-a em paz.
Fernando – Deixo o que? Mas tu mandas aqui alguma coisa oh maricas?
Nisto Pedro  explodiu e deu um murro a Fernando.
Sofia – Pedro? Fernando parem.
Ricardo e Luís separaram-nos, e Ricardo disse:
- Mano tem calma.
Pedro – Opah não deu, e olha vou-me embora.
Ricardo – Ok mano, tu é que sabes.
E Pedro saiu do bar e foi para a praia, junto do mar.
Rita que o viu sair, foi atrás dele um pouco mais tarde. Ao chegar, sentou-se ao pé dele.
Rita – Então Pedro, o que foi aquilo?
Pedro – Oh Rita, agora não.
Rita – Agora sim Pedro, o que te fez explodir assim tanto?
Pedro – Então o gajo estava-se a esticar, e a Sofia dava-lhe para trás e ele continuava.
Rita – Pedro, aquele é o Francisco, um amigo nosso.
Pedro – E depois?
Rita – E depois que ele estava já bêbado, não estava em si.
Pedro – Mas uma pessoa por ficar bêbada, não tem de fazer aquilo. E olha Rita deixa-me sozinho pode ser?
Rita – Eu entendo Pedro. Ok eu vou embora, ate já.
Deu-lhe um beijo na cara e foi de novo para o bar, onde o clima estava mais calmo.
Sofia – Olha levem o Fernando daqui que já fez muitos estragos hoje. – Dizendo para os amigos que estavam com ele.
Ricardo e Luís – Então como está o Pedro? – Dizendo para Rita.
Rita – Ele quis ficar sozinho.
Ricardo e Luís – Ok, nós depois falamos com ele.
Sofia – Rita! Rita!
Rita – Sim, Sofia?
Sofia – O Pedro?
Rita – Está na praia.
Sofia – Eu vou lá ter com ele.
Rita – Não, Sofia ele disse que queria estar sozinho.
Sofia – Não me interessa.
Sofia saiu do bar, e foi ter com Pedro. Sentou-se do lado dele e deu-lhe um grande abraço.
Sofia disse-lhe ao ouvido .
- Obrigado!
Pedro – Estás a agradecer porque?
Sofia – Porque nunca tinham feito isto por mim, e por mais que ele fosse meu amigo , não tinha direito de agir assim.
Pedro – Pois eu sei, eu só costumo defender as pessoas de quem realmente gosto.
Sofia – Tu gostas de mim? :$
Pedro – Sinceramente, e sem rodeios sim.
Sofia – Oh :$
Pedro – Não fiques envergonhada, não é preciso.
Sofia – Eu também gosto muito de ti, e mais uma vez obrigada.
E voltou a dar-lhe um abraço, estavam tão próximos, olharam-se olhos nos olhos e Pedro não resistiu e beijo-a.
Pedro – Desculpa, desculpa não foi minha intenção.
Sofia – Não tem mal Pedro, eu não reclamei.
Pedro – Ahah que tonta.
Sofia - Bem vamos ter com eles?
Pedro – Bora!
E foram para o bar de mãos dadas.

Qual terá sido a reacção dos amigos?

7 comentários:

* dianaa disse...

Estou a adorar a historiaa (:

* dianaa disse...

Também jogas ?

* dianaa disse...

Esquece querida (:

Queroooo a continuaçãoo !

Daniela disse...

Gostei :D

Daniela disse...

A minha é só amanhã :D

Daniela disse...

Quem é a tua melhor amiga?

Daniela disse...

Hum muito bem :D que queridas :D