sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Christmas @

Bem meus amores, desde já queria vos desejar um grandeee feliz natal e um excelente ano novo, que entrem nele com o pé direito ou com o esquerdo, tanto dá, o que tiver de acontecer acontece não é verdade ? :)
Obrigada a vocês por este ano, por me aturarem tanto, e fiquem desde já a saber que estou aqui para vocês todas/os quando quiserem ^^
Beijinhos e boa sorte para nós neste novo ano **

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

uau :o

Bora fazer uma festa , perdi um seguidor :o
E vocês perguntam-se , esta rapariga fica feliz porque perdeu um seguidor ? Sim porque os outros 155 ainda cá estão , e vamos nós lá saber porque o perdi , enfim hi 155 seguidores do meu coração :')

Um post diferente do normal eu sei , pa animar as coisas ^^

sábado, 17 de dezembro de 2011

*-*

Obrigada por tudo até hoje, e desculpa as vezes que falhei contigo ..
Estarei sempre aqui 'Marido' **

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011


Ajuda-me ou eu caio.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Dia 4

Uma foto do teu idolo com um amigo.

domingo, 11 de dezembro de 2011

♥♥

Por onde posso começar .. Aquela data , aquela que tanto me marcou, aquela noite onde tudo começou, onde eu nunca esperei chegar tão longe como cheguei, nós dois sabemos que tanto um como o outro não esperava que isto fosse onde chegou.
Sim passamos por muita coisa, oh se passamos .. desde ciúmes a discussões, de sorrisos a lágrimas, não foram poucas coisas mas todas elas me fizeram aprender .. Mas principalmente aprendi uma coisa bastante importante, aprendi a AMAR  e realmente foi das melhores :')
Ainda te lembras de quando eu te disse que sentia aquela "coisa" contigo mas também já a tinha sentido com outra pessoa? Pois acredita que estava a milhas de distância do que sinto contigo, sim podemos dizer que ainda sinto.
Eu sou incapaz de esquecer tudo o que passamos, todas as conversas, todas as briguinhas ainda quando éramos amigos, mas que acho que já se notava que não havia brigas nem ciúmes só porque sim e sim porque havia mais alguma coisa que mais tarde se revelou.
E sabes uma coisa que me fez pensar .. Já que tu insististe tanto para que ficássemos juntos, então porque não tentar fazer o mesmo? Já estou por tudo para não te perder, ou perder mais ainda melhor dizendo porque tal como já te disse, as lágrimas não são nada comparadas aos sorrisos que metes-te na cara e foram bastantes mesmo acredita, sim e também admito que chorei várias vezes mas nada disso foi capaz de me fazer gostar menos de ti e é por isso que eu tenho tanta força para lutar ainda tenha sucesso ou não, mas o tempo o dirá :)
Mas nunca te esqueças que és e sempre serás o meu menino $:
- Amoo-te sempre ♥

Não me vou esquecer de dizeres que me querias aturar por muitas vidas *.*

Dia 3

Uma foto de quando o teu idolo era bebé.

sábado, 10 de dezembro de 2011

Diɑ 2

Uma foto sexy do teu idolo.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Dia 1

Umɑ foto do teu idolo. •

One boy, one dream, 100 days.

Diɑ 01 - Umɑ foto do teu idolo. •
Diɑ 02 - Umɑ foto sexy do teu idolo.
Dia 03 - Uma foto de quando o teu idolo era bebé.
Dia 04 - Uma foto do teu idolo com um amigo.
Dia 05 - Uma foto da pessoa com quem o teu idolo passou mais tempo na vida.
Dia 06 - Uma foto do teu idolo numa noite louca.
Dia 07 - Uma imagem da pessoa que o teu idolo ama.
Dia 08 - Uma foto do teu idolo na água.
Dia 09 - Uma foto do teu idolo com amigos.
Dia 10 - Uma foto engraçada do teu idolo.
Dia 11 - Uma foto linda do teu idolo.
Dia 12 - Uma foto apaixonada do teu idolo.
Dia 13 - Uma imagem do teu idolo a chorar.
Dia 14 - Uma foto do teu idolo com alguem da familia.
Dia 15 - Uma foto do teu idolo a actuar.
Dia 16 - Uma imagem de alguém que te inspira.
Dia 17 - Uma imagem de algo que teve um grande impacto na tua vida recentemente.
Dia 18 - Uma foto do teu idolo com cara engraçada.
Dia 19 - Uma imagem de algo que o teu idolo gosta de fazer.
Dia 20 - Uma imagem do teu idolo com animais.
Dia 21 - Uma foto da pessoa sem a qual não poderias viver.
Dia 22 - Uma imagem de algo que nunca falta antes de saíres de casa.
Dia 23 - Uma foto do cabelo do teu idolo.
Dia 24 - Uma foto de alguém com quem o teu idolo passe muito tempo.
Dia 25 - Uma imagem do teu idolo no ano passado.
Dia 26 - Uma imagem de algo que significa muito para ti.
Dia 27 - Uma foto com efeitos do teu idolo.
Dia 28 - Uma foto do lugar preferido do mundo do teu idolo.
Dia 29 - Uma foto que te faz rir.
Dia 30 - Uma imagem com a tua citação preferida.
Dia 31 - Uma foto antiga.
Dia 32 - Um retrato do teu idolo.
Dia 33 - Uma imagem de qualquer sítio onde o teu idolo ja esteve.
Dia 34 - Uma imagem do teu idolo a rir.
Dia 35 - Uma foto original.
Dia 36 - Uma foto de um trabalho do teu idolo.
Dia 37 - Uma foto do teu idolo a falar.
Dia 38 - Uma foto do teu idolo a tocar um instrumento musical.
Dia 39 - Uma foto do teu idolo no ar.
Dia 40 - Uma memória do teu idolo.
Dia 41 - Uma foto conhecida do teu idolo.
Dia 42 - Uma fotografia de uma música que gostes.
Dia 43 - Uma fotografia do teu idolo a celebrar.
Dia 44 - Uma imagem do teu idolo a descansar.
Dia 45 - A/Uma das tuas fotos preferidas do teu idolo.
Dia 46 - Uma imagem que editaste.
Dia 47 - Uma montagem com o teu idolo.
Dia 48 - Uma foto quando o teu idolo era criança.
Dia 49 - Uma foto do teu idolo com o melhor amigo.
Dia 50 - Uma fotografia onde o teu idolo esteja a comer.
Dia 51 - Uma foto engraçada do teu idolo.
Dia 52 - Uma fotografia do teu idolo com os pais.
Dia 53 - Uma foto do teu idolo na tv.
Dia 54 - Um facto.
Dia 55 - Uma foto do teu idolo na praia.
Dia 56 - Uma foto fofinha do teu idolo.
Dia 57 - Uma foto do teu idolo apanhado pelos paparazzis.
Dia 58 - Uma imagem do teu filme preferido do teu idolo.
Dia 59 - Uma foto romântica do teu idolo.
Dia 60 - Uma imagem que ames do teu idolo.
Dia 61 - Uma fotografia do teu idolo no Inverno.
Dia 62 - Uma foto do teu idolo num passeio.
Dia 63 - Uma foto do teu idolo no Verão.
Dia 64 - Uma imagem do teu idolo num videoclip.
Dia 65 - Uma imagem inesquecíve do teu idolo.
Dia 66 - Uma imagem colorida do teu idolo.
Dia 66 - Uma foto do ultimo trabalho do teu idolo.
Dia 67 - Uma foto do teu idolo molhado.
Dia 68 - Uma foto em que se notem bem os olhos do teu idolo.
Dia 69 - Uma imagem do teu idolo com os colegas de trabalho.
Dia 70 - Uma foto fashion do teu idolo.
Dia 71 - Uma imagem de um filme.
Dia 72 - Uma foto do teu idolo numa paisagem incrível.
Dia 73 - Uma foto do idolo num lugar quente.
Dia 74 - Uma foto tirada profissionalmente do teu idolo.
Dia 75 - Uma foto em que o teu idolo recebeu um prémio.
Dia 76 - Uma fotografia em que o teu idolo beba algo.
Dia 77 - Uma fotografia com caretas do teu idolo.
Dia 78 - Uma foto do teu idolo triste.
Dia 79 - Uma foto fofinha do teu idolo.
Dia 80 - Uma foto do teu idolo aconchegado.
Dia 81 - Uma imagem do teu idolo no teu país.
Dia 82 - Uma imagem da tua musica preferida.
Dia 83 - Uma fotografia do teu idolo com um colega de equipa.
Dia 84 - Uma imagem alegre do teu idolo.
Dia 85 - Uma foto do teu idolo sem tshirt.
Dia 86 - Uma foto do teu idolo com uma roupa que lhe fique muito bem.
Dia 87 - Uma foto do teu idolo muito antiga.
Dia 88 - Uma imagem do teu idolo num envento importante.
Dia 89 - Uma foto do teu idolo num hotel.
Dia 90 - Uma foto em que o teu idolo use a roupa com a sua cor preferida.
Dia 91 - Uma fotografia do teu idolo maquilhado.
Dia 92 - Uma imagem do primeiro trabalho do teu idolo como musico.
Dia 93 - Uma imagem do teu idolo com a roupa da tua cor preferida.
Dia 94 - Uma fotografia do teu idolo a dançar.
Dia 95 - Uma foto do teu idolo com uma amiga.
Dia 96 - Uma imagem do teu idolo numa entrevista.
Dia 97 - Uma do teu idolo com um fã.
Dia 98 - Uma fotografia do teu idolo a passear.
Dia 99 - Uma fotografia de uma tatuagem do teu idolo.
Dia 100 - Uma fotografia do teu idolo a sorrir.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Happy Birthday :D

O blog faz hoje um aninho :')
Obrigado a todos, pelas palavras, pelo apoio e por fazerem o que este blog é hoje *.*

(...)


É o que estou a fazer!
Não consigo desistir.

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Tudo Passa .. - Parte 37



(…)

Eu não estava há espera de ter visto aquilo era tão romântico, acolhedor e nada de extravagante.

Fábio a narrar

Só espero que ela tivesse gostado, empenhei-me mesmo e também com a ajuda da Andreia e do Duarte foi mais fácil.
Ela ainda não tinha dito nada, toquei-lhe no ombro e ela virou-se para mim com um sorriso lindo e até parecia que os olhos brilhavam, e mandou-se para os meus braços dando-me um abraço bem apertado.

N – Isto é tudo para mim? – Disse ela quando se separou de mim, mas ainda com aquele sorriso.
F – Existe alguém que eu mais ame neste mundo? Acho que não. – Dei-lhe um beijo na testa e ela baixou-a, sinal que estava envergonhada.
Levei-a em direcção ao “nosso” cantinho, e assim comemos algumas coisas que eu trouxe, enquanto falávamos coisas sem noção típico nosso.
Estávamos há beira-mar, de mãos dadas, eu tinha acabado de contar uma anedota e ela morria de rir contagiando-me também mesmo que a anedota não tivesse piada, parei de rir e observei-a, ela conseguia ser linda e perfeita de qualquer maneira, ao acordar, com o cabelo todo “maluco” como ela lhe chama, a rir, a chorar, séria, envergonhada, de todas as maneiras possíveis, e eu não tinha a menor das dúvidas do que sentia por ela, do que ela me fazia sentir quando estava perto dela, e bastava de todos os problemas que tínhamos tido, eu apenas estava bem com ela e era com ela que queria estar sempre. Ela foi parando aos poucos e olhou para mim confusa.

N – Que foi? – Perguntou-me ainda em meio de gargalhadas. Sem lhe responder, apenas cheguei perto dela e dei-lhe um beijo, um que conseguisse transmitir tudo aquilo que eu sentia por ela e de seguida dei-lhe um abraço e sussurrei-lhe ao ouvido.
F - Amo-te! - Ela apertou-me com mais força ainda e retribuiu dizendo ao meu ouvido.
N - Também te amo! - E agora sim eu era o Homem mais feliz do Universo. Afastei-a de mim e fiz-lhe uma festa na cara dizendo-lhe.
F – Eu sei que isto é muito cliché, mas aceitas namorar comigo e deixas-me fazer-te feliz como já me fazes a mim? – Ela abriu um sorriso de orelha a orelha e beijou-me, aquilo era um sim? Separou-se de mim e olhou-me com aqueles lindos olhos verdes e pronunciou-me um “Sim”, peguei-a ao colo e corri com ela em direcção ao mar enquanto ela só ria e gritava para eu parar, entramos no mar e senti uma corrente eléctrica passar pelo meu corpo devido há água que estava gelada, entretanto ela veio há superfície.

N – Meu Deuus, tu és doido – Ela apenas ria, era o que eu mais admirava nela sempre sorria para a vida e para qualquer situação. Cheguei perto dela e puxei-a para mim fazendo chocar os nossos corpos, ela já começava a tremer de frio então depositei-lhe um beijo na testa e voltamos para o “nosso” cantinho.

X

Nádia a narrar

Acordei e estava na minha cama, estranho, como é que eu aqui vim parar? Ultimamente fazia-me a mim mesma esta pergunta.
Num momento estava com o Fábio na praia e no outro estava na minha cama. Aww o Fábio, ai meu deus como eu estou apaixonada por aquele totó encantador, ouvi o telemóvel tocar tirando-me dos meus pensamentos de romântica incurável.
N – Alo? – Cometo sempre o mesmo erro, atendo sem ver quem é.
F – Bom Dia Meu Amor. – Ouviu-se do outro lado, quem mais poderia ser, se não fosse o Fábio, senti as típicas borboletas na barriga e automaticamente abri um sorriso envergonhado, o que vale é que estávamos ao telemóvel.
N – Vou mesmo ter de me habituar a isso. – Ouviu-se uma risada. – Não te rias, e já agora bom dia meu anjo.
(…)

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Something :p

Tenho reparado que me tem seguido mais gente, mas fofinhos digam-me que me seguem, falem comigo eu não mordo *.*
Love You All <3

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Tudo Passa .. - Parte 36



(…)
Andreia a narrar

A Nádia saiu disparada em direcção há porta e nem me disse nada -.-
Eu estava entretida a falar com o meu Duarte por mensagens, e estava a achar estranho ela ainda não me ter dito nada, mas eu ouvia conversa e curiosa como fui, fui ver quem era. Era o Fábio, estavam num clima muito romântico e tenho a impressão que interrompi alguma coisa, pois quando lá cheguei o Fábio não me olhou com uma cara muito boa.

A – Heý gente.
F -  Oi. – Disse seco, tá visto que eu interrompi alguma coisa e eu vou saber o que é.
A – Nádia eu vou andando, Fábio fazes-me companhia? – Podia ser que conseguisse falar com ele, mandei-lhe um olhar e ele percebeu.
F – Faço sim. – Piscou-me o olho – Princesa falamos mais logo. – Deu-lhe um beijo na testa e veio na minha direcção.
N – Tchau! E Andreia? Cuida bem dele. – Riu-se.
A – E de mim quem cuida? – Fiz cara de “cachorrinho”.
F & N – O Duarte. – Riram-se.
A – Oh está bem! – Fiz cara de amuada e eles voltaram a rir, tive de rir com eles. – Então tchau amiga. – Acenamos. Ela entrou e nós fomos caminhando.

A – Já sei que interrompi alguma coisa e desculpa. – Tentei me redimir, afinal é sempre mau quando interrompemos alguma coisa.
F – Não tem mal. – Abraçou-me de lado, ele é um fofo a Nádia tem muita sorte mesmoooo mas eu também *-* - O que eu ia dizer pode ficar para outra vez, aliás estas interrupções só me deixam mais nervoso.
A – Alguma coisa em que eu possa ajudar? – Sorri passando-lhe confiança, ele sabe bem que pode confiar em mim.
F – Acho que sim, mas 1º sabes se a Nádia gosta de mim como eu gosto dela? - Disse meio nervoso pela minha resposta.
A – Sim! – Quando disse isto, ele abriu um sorriso de orelha a orelha e abraçou-me. Separou-se de mim e os olhos dele brilhavam, estava definitivamente apaixonado, fazer o quê? Estou igual! – Mais alguma coisa?
F – Sim. – Contou-me o plano dele, que por acaso ele já andava a pensar quando fazê-lo e entretanto chegamos a casa dele onde eu ia estar agora com o meu Duarte, ai ai ^^

Nádia a narrar

Já eram umas 18:30, estava entretida na net a ver as minhas redes sociais, o parvalhão do Fábio ainda não me disse nada mas enfim.. Quando recebo uma mensagem da Andreia.

@ Inicio da mensagem

Oi princess, hoje há uma festa na praia onde costumamos ir, a festa é só mesmo há noite mas vamos jantar nós as duas que temos muito que falar. Fica pronta e linda e às 20:30 vai ter há praia. Beijinho <3

@ Fim da mensagem

Respondi-lhe um “Ok” e ainda estive mais um tempo pela net, nisto já era 19:15, fui tomar um banho.
Entre maquilhar, escolher uma roupa, arranjar o cabelo já eram 20:30 mas da minha casa até há praia até que nem era tanto tempo, peguei na minha bolsa e saí de casa avisando os meus pais onde ia, e deparei-me com um táxi achei estranho e continuei o caminho mas o táxi seguia-me e eu já estava com algum receio.

N – Deseja alguma coisa?
C – É a Senhorita Nádia? – Era um condutor todo bem vestido, achei estranho.
N – Sou sim, porquê?
C – Ah então entre! – Disse sorrindo.
N – Eu?! Para quê?
C – Pediram-me para vir buscar a menina.
N – Quem?
C – Isso não lhe posso dizer, mas venha senão vai chegar atrasada. – Eu com mais receio agora, lá entrei no táxi e ele deixou-me na praia, ok isto estava estranho, abri a bolsa e ia para lhe dar o dinheiro mas ele negou com a cabeça.
N – Hum.. Bem obrigada! – Tentei sorrir mas estava com medo.

Sai do táxi e senti as mãos de alguém nos meus olhos.

F – Calma sou só eu, confia em mim! – Sussurou-me ao ouvido, senti um arrepio, era ele.
N – Que estás aqui a fazer? A Andreia?
F – Shiu! Nada de perguntas. – Isto tinha coisa, senti ele retirar as mãos mas logo pôs uma coisa macia, senti com as mãos e era uma venda. – Anda! – Pousou as mãos na minha cintura e guiou-me com cuidado, passado um tempo ele parou. – Chegamos, preparada?
N – Sim. – Ele retirou-me a venda e WOW!
(…)

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

I'm just hurt.

terça-feira, 8 de novembro de 2011

"Sim, tenho ciúmes. Tenho ciúmes de frases, de olhares, de conversas, tudo que não for comigo. Não importa se você tá falando com um amigo, um desconhecido, na minha cabeça tudo é ameaça pra tirar você de mim."

Tumblr

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Tudo Passa .. - Parte 35

(…)

N – E pronto, foi este o nosso fantástico encontro. – Disse irónica,enquanto contava o que se tinha passado há Andreia.
A – Porque não lhe perguntas quem era?
N – Eu?! Eu não, ele é que se foi embora com ela, ele que venha falar comigo. – Amuei!
A – Queres que ligue ao Duarte a perguntar quem é ela? – Perguntou já tirando o telemóvel do bolso.
N – Não! Já te disse como vai ser.
A – Ok. – Disse ela voltando a colocar o telemóvel no bolso. – E já agora o que sentis-te quando a viste agarrada a ele e essas tretas? – Perguntou cuidadosa.
N – Nada! – Não a vou enganar.
A – Nada?! Ahah querias, a mim não me enganas! – Bingo!
N – Pronto, fiquei com ciúmes e só me apetecia arrancar aquele cabelo oxigenado. – Disse já irritada por me voltar a lembrar dela.
A – Ahah tu tás mesmo apanhadinha. – Riu-se e ela tinha razão.
N – Posso ser sincera contigo?
A – Sabes que sim. – Sorriu reconfortando-me.
N – E se eu te dissesse que amo o Fábio? – Reparei que ela hesitou um bom tempo antes de me responder.
A – Dava-te todo o meu apoio, afinal só quero a tua felicidade amiga! – Sorriu.
N – Obrigada. – Abracei-a. – Eu não devia estar a perguntar isto, mas como está o Rodrigo? – Disse soltando-me dela.
A – Anda em baixo, também por causa de te ver tão bem com o Fábio.
N – Pois mas.. – Fui interrompida pelo toque do meu telemóvel, vi no visor que era o Fábio e atendi.

@ Chamada

-      Princesa? – Perguntou-me com algum receio, talvez com medo do que eu fosse dizer.
-      Nádia se faz favor. – Ok fui parva em ter respondido assim, mas ainda estava chateada por ele me ter deixado sozinha.
-      Amor desculpa-me a sério, desculpa, desculpa, desculpa..
-      Heý pára, o que é que tu disses-te? – Disse abrindo um sorriso gigante.
-      Desculpa?
-      Não, antes? – Acho que ele notou a minha voz de felicidade.
-      Amor?
-      OMG Fábio Alexandre nós temos de falar.
-      Ahn estou há porta. – Riu-se.

@ Fim da chamada

Desliguei a chamada e fui correr que nem uma louca abrir a porta, deixando a Andreia a boiar (LOL?)

F – Desculpa?  Pediu fazendo aquele ar de cachorrinho abandonado, e claro que me derreti toda. 
N – Shiu. – E adivinham o que eu fiz? Claro que o beijei, era IMPOSSÍVEL não o fazer, ainda melhor ele chamou-me de A-M-O-R tipo OMG,ok voltando há terra. Separei-me dele e fiquei perdida naquele olhos.
F – Continuas chateada não continuas? – Disse fazendo uma expressão triste.
N – Não tanto, mas podes me explicar que gazela era aquela? – Ele riu-se.
F – Ex-namorada bastanteee chataaaa. – Eu só revirei os olhos, como eu sabia que só podia ser uma delas. – Maaaaas eu agora só tenho olhos pra ti. – Disse puxando-me para ele – E sabes que mais? Eu…
(…)

domingo, 6 de novembro de 2011

"Não se desiste só porque as coisas estão difíceis."

Porquê ? Porque é que isto só nos acontece a nós ? Isto custa tanto, dói, fere cá dentro e não há quem o consiga curar sem seres tu ao dizeres que está tudo bem, que não se vai voltar a repetir, que vamos ser felizes.
Eu não vou desistir de ti, eu vou lutar mas tu também terás , juntos!
Eu fico fraca, qualquer coisa me atinge, qualquer coisa me deita pra baixo .. Diz só que me amas e que vais lutar também?

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Tudo Passa .. - Parte 34


(…)

Nádia a narrar

O Fábio tinha-me convidado para ir ter com ele ao jardim, jardim esse onde ele me beijou pela primeira vez, e disse-me que tinha uma coisa importante para falar comigo, e ficou combinado de ir ter com ele ás 16, as minhas aulas acabaram as 15:30 mas ainda fui a casa trocar de roupa e atrasei-me mais.
Mas quando lá cheguei ele estava sentado num dos bancos que ali havia, lindo como sempre, eu gostava verdadeiramente dele talvez até a ponto de amá-lo mas será que ele sentia o mesmo por mim? Não tinha coragem de lhe perguntar,nem de lhe dizer.
Quando cheguei sorri, logo ele me puxou contra si e eu disse: - Cheguei muito atrasada? Se cheguei desculpa é que.. – Mas ele logo tratou de me calar pondo o seu dedo em frente dos meus lábios e analisou a minha cara com o mesmo, ele despertava os meus sentimentos que há muito tinham sido escondidos para ninguém usá-los e deitá-los fora como várias pessoas fizeram, mordi instantaneamente o lábio e ele beijou-me como se não houvesse amanhã, retribui com o mesmo sentimento, mas não me conti e sorri entre o beijo acabando por desmanchá-lo.

N – És lindo – Saiu-me sem pensar, mas era a pura das verdades ele era tanto por dentro como por fora.
F – Não sou nada comparado contigo. – Sorriu e que sorriso meu deus.
N – Ai é que te enganas meu anjo. – Sorri.
F – Posso saber porque é que a menina me chama isso? - Disse rindo.
N – Porque apareces-te assim como por magia e tornaste tudo melhor, fizeste-me esquecer os problemas, mesmo que eu dissesse que não queria a tua ajuda tu estavas lá como a Andreia sempre do meu lado e isso sempre foi importante para mim e tu és assim, importante, especial, único e o meu anjo. – Sorri meio envergonhada, não sabia onde tinha ido encontrar aquelas palavras. Ele sorriu de volta e beijou-me de novo, e quando se separou os lábios dos meus encostou a sua testa na minha.
F – Eu a… - E fomos interrompidos por uma vozinha irritante.
… - Fáááábiiiioooo. – Ele separou-se de mim, e olhou para ver quem era, quando dei pela dona da vozinha já estava abraçada a ele. – Oh meu deus, és mesmo tu, estás lindoooo mas nunca o deixas-te de ser. – Ele sorriu sem graça, e eu? Eu estava a borbulhar de raiva pelo que se passava há minha frente. Ela lá se separou e pude ver uma rapariga que por sinal era bonita {estão a ver tipo uma Sharpay/Ashley Tisdale do HSM ? Yap era quase quase igual, e dona do seu nariz ainda por cima}.
N – Ahn.. Olá! – Disse seca.
… - Olá, sou a Leonor. – Disse dando um sorriso falso e olhando-me de baixo a cima, pff.
N – Sou a Nádia. – Dei também um sorriso falso, e olhei para o Fábio que estava desconfortável com aquela situação, será alguma ex dele?
L – Atrapalhei alguma coisa? – Disse com um sorriso gigante para o Fábio, que raiva aghrr.
N – Ya! – Apressei-me a responder.
L – Ah desculpem. – Disse totalmente FALSA! – Fábio vamos dar uma volta para metermos a conversa em dia? – Nem o deixou responder e já o levava arrastado pelo braço, vi-o pronunciar um “desculpa” e eu respondi de volta “tudo bem” , dei um sorriso forçado e acho que ele percebeu pois tinha cara de culpa.

Já cá faltava esta agora para melhorar a situação, ainda vou querer saber o que lhe é ou foi a ele, é muito atiradiça e falsa para o meu gosto.
E o que será que ele me ia dizer quando fomos interrompidos por aquela lagartixa oxigenada andante, parece que vou ter de esperar para saber
(…)

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Tudo Passa .. - Parte 33

Tenho seguidores espertos, gostei :)
Aqui está mais um como prometido, espero que gostem ^^

 



(…)
Quando voltamos para junto delas, o Rodrigo estava com elas mas a Nádia estava mais afastada deles e ela estava de costas na nossa direcção.
Quando chegamos, abracei-a por trás e ela deu um pulo de susto fazendo-me rir, o Rodrigo lançou-nos um olhar nada agradável mas estava-me pouco lixando para ele.

F – Queres ir dar uma volta por aqui? Só nós? – Susurrei-lhe ao ouvido, vi-a abrir um daqueles sorrisos que só ela sabe dar.
N – Claro. – Disse há medida que me puxava pela mão e sussurrava alguma coisa há Andreia.
Ainda ouvi o Rodrigo dizer “onde é que eles vão?”, mas ignoramos os dois.
Enquanto caminhávamos, as nossas mãos de vez em quando chocavam uma com a outra e ela soltava um risinho fofo, até que tomei a iniciativa e entrelacei os meus dedos nos dela, e vi-a abrir de novo aquele sorriso, estar com ela era tão bom, ela fazia-me bem bastava estar perto dela que já tinha o meu mundo completo.

X

Já se tinham passado dois meses e as coisas com a Nádia estavam cada vez melhores, o Rodrigo já se tinha afastado felizmente fazendo assim com que a Nádia o esquece-se mais rapidamente para minha felicidade.
Estava nos corredores da escola, com amigos meus da minha turma quando a vi entrar mais a Andreia, vinha perfeita como sempre.

N – Heý Meu Anjo. – Disse dando-me um beijo e sorrindo logo depois. Eu disse que as coisas estavam cada vez melhores.
F – Heý Princesa, essa animação toda é por me veres logo de manhã?
N – Sim. – Disse dando aquele sorriso.
F – Bom dia Andreia. – Disse dando-lhe um beijinho na bochecha.
D – Heý chega pra lá, que esta miúda é minha! – Sim, era o Duarte ele agora namorava com a Andreia, felizmente conseguiu resolver os problemas que andavam na cabeça e principalmente no coração, até que ele decidiu se inscrever na escola e ficar cá a morar comigo, e também obviamente por causa da Andreia. Cumprimentamo-nos e ele abraçou a Andreia de lado que estava envergonhada, pelos vistos o Duarte fazia-a ficar assim muitas vezes.
F – Toda tua, eu tenho a minha aqui. – Pisquei-lhe o olho e passei o meu braço pela cintura da Nádia trazendo-a mais para perto de mim, se isso fosse possível.

X

Estava em casa, e quase que me dava um colapso nervoso se eu não falasse com o Duarte, acho que mais ninguém me podia ajudar nisto.
Dirigi-me há sala onde ele estava a ver qualquer coisa que passava na tv.

F – Mano, preciso de falar contigo. – Disse sentando-me ao lado dele, logo ele desligou a tv para me dar atenção.
D – Chuta puto!
F – Ahn.. Então.. Eu.. – Aquilo não saia nem por nada.
D – Siiimmm? – Disse ele incentivando-me a dizer.
F – Euamoanadiamasnaoseicomolhedizernemcomoapediremnamoro. – Disse tudo tão rápido e olhei para o Duarte que estava com os olhos arregalados, sinal que não tinha percebido nada , pior para mim.
D – What?! – Começei-me a rir, mas resolve dizer devagar.
F - Eu.amo.a.nadia.mas.nao.sei.como.lhe.dizer.nem.como.a.pedir.em.namoro. – Disse sorrindo, tinha conseguido!
D – Uau e obrigada por dizeres mais lento agora. – Riu-se – Mas vamos ao que interessa.. Dizeres-lhe é fácil, e como a pedires em namoro ? Pede quando for o momento que tu aches apropriado tal como quando disseres que a amas, não chegues ao pé dela e digas “Olha Nádia eu Amo-te” – Rimo- nos os dois. – Sei que não posso ajudar muito, porque não sou um expert, mas fala com o coração principalmente e verás que corre tudo bem.
F – Obrigada mano, a sério. – Dei-lhe um abraço.

X

Estava sentado num banco no jardim, há espera da Nádia eu não tive aula mas ela ainda teve uma, era um jardim onde eu gostava de ir, e que já conhecia bem e sabia que há tarde quase ninguém lá estava, talvez porque já estava no tempo de maior frio.
E apareceu ela , linda como sempre levantei-me quando ela já estava próxima, ao vê-la ali na minha frente automaticamente sorri e puxei-a para mim fazendo-a chocar contra o meu corpo.

N – Cheguei muito atrasada? Se cheguei desculpa é que.. – Pus um dedo na frente dos seus lábios pedindo que ela não disesse mais nada e analisei cada detalhe do seu rosto com o meu dedo, ela mordeu levemente o lábio e eu beijei-a com todo o amor que sentia por ela, e eu sabia que tinha de ser hoje não ia adiar mais.
(…)

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Espertos?

Acho que vou parar com a história que dizem?
(Brincadeira, fiquem descansadas que assim que tiver inspiração posto um novo, mas gostava de ter mais comentários para saber a vossa opinião :) )






*quem for esperto, vai seleccionar tudo (;

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

LINDO LINDO LINDO (...) *.*

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

C'mon fiquei triste desta vez, vocês não têm comentado a história gostava de saber se estava a fazer um bom trabalho e além do mais são vocês que me inspiram a continuar (:

sábado, 15 de outubro de 2011

Tudo Passa .. - Parte 32



(…)

Felizmente ela ficou mais animada e espero que tenha esquecido o assunto do Rodrigo enquanto aqui estamos, estávamos a ver um filme qualquer que estava a dar na tv mas eu já estava aborrecida, e com isto tudo já era hora de almoço.

N – Pessoal estou farta de estar em casa, vamos almoçar e que me dizem depois irmos passear? Pela praia ou coisa assim.
F – Acho boa ideia, vamos nos divertir.
A – E vamos onde? – Ela estava toda agarradinha ao Duarte, e notava-se que estava feliz e isso era exactamente o que eu queria, o sorriso dela contagiava qualquer um.
D & F & N – Praaaaaaaaia. – Dissemos todos a sorrir.
A – riu-se também – Então vamos encomendar uma pizza e depois vamos!

Pedimos as pizzas, entretanto vieram-nos entrega-las e almoçamos, eu e a Andreia fomos trocar de roupa, tal como eu, ela também tinha roupa em minha casa. Descemos e os rapazes estavam entretidos a andarem há porrada na brincadeira, rapazes! Saímos todos de casa, e fomos no carro do Duarte, era o único que tinha carro, dirigimo-nos para a praia mais perto, quando lá chegamos a praia estava pouco movimentada pois ainda era cedo e estava bastante calor.
Eu e a Andreia saímos do carro, e eles fizeram questão de que nós fossemos andando, chegámos há beira da água e ali ficamos de pé há espera deles.

N – Andreia?
A – Sim? – Disse ela sorrindo, notava-se a felicidade dela, até porque no carro de vez em quando o Duarte roubava-lhe um beijo e ela ficava toda corada, adorava vê-la feliz e ela certamente que o merece ser.
N – Gostas do Duarte não gostas? – Sorri tentando reconforta-la pois ela tinha ficado corada.
A – Digamos que ele tem qualquer coisa, é diferente, bastante divertido, tem um sorriso lindo, gostar talvez não seja a palavra certa mas sinto uma atracção por ele.- Sorriu envergonhada.
F – Sentes uma atracção por quem menina Andreia?! – Assustamo-nos quando ouvimos o Fábio, ele passou os braços pela minha cintura e apoio o queixo no meu ombro.
D – Sim, por quem?! – Perguntou o Duarte que apareceu ao lado da Andreia, e pelo que vi não estava muito contente.
A – Ahhm, nã.. não é ninguém! – Ela olhou para mim com um olhar como se me pedisse para ajudá-la!
N – Não têm nada a ver com isso, conversas de raparigas!
D – Ok, eu vou dar uma volta fiquem bem, e quando quiserem ir embora liguem-me. – Fiquei surpreendida pela sua atitude, será que ele também “gostava” dela? Ele afastou-se e foi caminhando pela praia.
A – Bolas, o que é que eu fiz?! – Sussurrou ela, mas nós conseguimos ouvir.
F – Eu vou falar com ele, ate já princesas. – Deu um beijo na bochecha a cada uma e foi atrás do Duarte.

Fábio a narrar

Finalmente, depois de andar muito lá consegui alcançar o Duarte.

D – Quando eu disse que vinha dar uma volta, era sozinho! – Disse irritado.
F – Hey puto calma, conta lá o que se passa.
D – Nada! – Disse com o mesmo tom de voz.
F – Oh claro e eu não sou o teu melhor amigo, nem te conheço nem nada! É por causa da Andreia não é? – Ele parou de repente, sentou-se na areia e eu fiz o mesmo.
D – Quem é que eu quero enganar?! Sim é por causa dela, tipo ela é diferente. – Pausou - Aii mas agora que eu estava tão bem sozinho, sem problemas só queria curtir, ela tinha de aparecer tão.. tão perfeita, fogo! – Suspirou irritado. Eu sabia que a ultima relação dele não tinha corrido nada bem, e ele também já me tinha dito que agora só queria curtir e não se envolver com ninguém.
F – Pois é Duarte, mas tu sabes que se ela apareceu foi por alguma razão. – Fui o mais sincero possível.
D – Pois é, mas eu ainda não esqueci a..a.. oh tu sabes!
F – Ok, ainda não a esqueces-te mas lembra-te de não usares a Andreia.
D – Sabes que era incapaz de fazer isso com alguém. – Pausou – Mas olha vamos ter com elas, senão tu morres de saudades da Nádia. – Riu-se.
F – E tu da Andreia. – Ri-me também.
(…)