segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Tudo Passa .. - Parte 35

(…)

N – E pronto, foi este o nosso fantástico encontro. – Disse irónica,enquanto contava o que se tinha passado há Andreia.
A – Porque não lhe perguntas quem era?
N – Eu?! Eu não, ele é que se foi embora com ela, ele que venha falar comigo. – Amuei!
A – Queres que ligue ao Duarte a perguntar quem é ela? – Perguntou já tirando o telemóvel do bolso.
N – Não! Já te disse como vai ser.
A – Ok. – Disse ela voltando a colocar o telemóvel no bolso. – E já agora o que sentis-te quando a viste agarrada a ele e essas tretas? – Perguntou cuidadosa.
N – Nada! – Não a vou enganar.
A – Nada?! Ahah querias, a mim não me enganas! – Bingo!
N – Pronto, fiquei com ciúmes e só me apetecia arrancar aquele cabelo oxigenado. – Disse já irritada por me voltar a lembrar dela.
A – Ahah tu tás mesmo apanhadinha. – Riu-se e ela tinha razão.
N – Posso ser sincera contigo?
A – Sabes que sim. – Sorriu reconfortando-me.
N – E se eu te dissesse que amo o Fábio? – Reparei que ela hesitou um bom tempo antes de me responder.
A – Dava-te todo o meu apoio, afinal só quero a tua felicidade amiga! – Sorriu.
N – Obrigada. – Abracei-a. – Eu não devia estar a perguntar isto, mas como está o Rodrigo? – Disse soltando-me dela.
A – Anda em baixo, também por causa de te ver tão bem com o Fábio.
N – Pois mas.. – Fui interrompida pelo toque do meu telemóvel, vi no visor que era o Fábio e atendi.

@ Chamada

-      Princesa? – Perguntou-me com algum receio, talvez com medo do que eu fosse dizer.
-      Nádia se faz favor. – Ok fui parva em ter respondido assim, mas ainda estava chateada por ele me ter deixado sozinha.
-      Amor desculpa-me a sério, desculpa, desculpa, desculpa..
-      Heý pára, o que é que tu disses-te? – Disse abrindo um sorriso gigante.
-      Desculpa?
-      Não, antes? – Acho que ele notou a minha voz de felicidade.
-      Amor?
-      OMG Fábio Alexandre nós temos de falar.
-      Ahn estou há porta. – Riu-se.

@ Fim da chamada

Desliguei a chamada e fui correr que nem uma louca abrir a porta, deixando a Andreia a boiar (LOL?)

F – Desculpa?  Pediu fazendo aquele ar de cachorrinho abandonado, e claro que me derreti toda. 
N – Shiu. – E adivinham o que eu fiz? Claro que o beijei, era IMPOSSÍVEL não o fazer, ainda melhor ele chamou-me de A-M-O-R tipo OMG,ok voltando há terra. Separei-me dele e fiquei perdida naquele olhos.
F – Continuas chateada não continuas? – Disse fazendo uma expressão triste.
N – Não tanto, mas podes me explicar que gazela era aquela? – Ele riu-se.
F – Ex-namorada bastanteee chataaaa. – Eu só revirei os olhos, como eu sabia que só podia ser uma delas. – Maaaaas eu agora só tenho olhos pra ti. – Disse puxando-me para ele – E sabes que mais? Eu…
(…)

5 comentários:

márcia disse...

AMOOOOOOO tanto esta história :D

márcia disse...

de nada fofinha (:

Sara'C disse...

Obrigada princesa *.*
Ai, gostei tanto ! isto está lindo. está cada vez melhor.
Obrigado por avisares :b

Anónimo disse...

'Eu...'?? Fogo, és mesmo máááá! :c
Tou a brincar, está linda a historia! continua rapidinho sim?

V. Daniela disse...

obrigada

mais uma parte linda da tua história