sábado, 23 de abril de 2011

Tudo Passa .. - Parte 4



(…)
Fábio chegou perto dela sorrateiramente e sentou-se perto dela, sem nada dizer. Mas Nádia notou que alguém estava ao seu lado, levantou a cabeça, limpou as lágrimas e tentou recompor-se, como se assumi-se uma posição de durona.
Fábio – Não precisas de te mostrar forte.
Nádia – Yah.
Fábio – Queres contar o que se passou?
Nádia – Não sei se devia confiar em ti, mal te conheço.
Fábio – Eu sei, mas quem sabe não tenha passado pelo mesmo que tu e te ajude.
Nádia – És rapaz , nunca irias entender.
Fábio – Claro que iria, os homens também sofrem sabes?
Nádia – Nem todos, nem todos.
Fábio – Eu sei, mas e então contas?
Nádia – Acho que me vou arriscar e contar. Então foi assim, eu namorava com um rapaz, o Rodrigo há cerca de um ano e meio, tinha-mos tido as nossas discussões, e tudo o que uma relação envolve, mas reparei que ele andava afastado mas nada disse, mas antes do Verão, como já estava calor, eu e a Andreia fomos passear, e paramos para tomar qualquer coisa a um bar, e quem é que lá estava? O Rodrigo, enrolado com outra. Não me interessa se estava bêbado ou não, ele não tinha o direito de me ter feito aquilo não tinha. – Durante a conversa “baixou a guarda”, e chorou, porque lhe custava estar a falar naquele assunto, falou nele como se tivesse a viver tudo de novo, mas sentiu-se protegida com Fábio.
Fábio – Mas não chores por favor. – Levantou-lhe o queixo, e com a mão limpou-lhe as lágrimas.
Nádia – Obrigado. E agora ainda me vem dizer que tinha não andava bem! As namoradas também servem para desabafar, bolas!
Fábio – Sinceramente não merecias o que ele te fez, és uma rapariga espectacular, e ele não te devia ter feito chorar desta maneira porque tu és linda e só mereces o melhor. – Nádia sorriu e corou.
Fábio – Assim sim, tens de mostrar esse sorriso lindo que tens.
Nádia – Obrigada Fábio, foste um grande amigo apesar de não me conheceres bem, preocupaste-te comigo.
Fábio – Os amigos servem para isso mesmo. Ah e olha acho que devias falar com a Andreia, ela estava preocupada.
Nádia – Ok, e mais uma vez obrigado. – Deu-lhe um forte abraço e um beijo na bochecha.
(…)

7 comentários:

ritanascimento disse...

adoreeei *.* continua, por favor querida (:

ritanascimento disse...

ainda bem , porque vale a pena (:

ritanascimento disse...

muito mesmo, tens muito jeito minha querida (:

Sara'C disse...

Está tão fixe +.+

ritanascimento disse...

acredita que sim !

c. disse...

adorei o teu blog, vou seguir. segues também ?
beijinhos *

Yumna disse...

adorei o teu blogue vou seguir .. sgues me tambem ?? e váa continuaa ahistoriaa estaa muitoo nice