terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Tudo Passa .. - Parte 38


(…)

Mais feliz não podia estar, namoro com o Fábio há três meses (pensei em avançar mais no tempo) e está tudo a correr lindamente o que é de desconfiar.
Levantei-me mal humorada, era sábado mas estávamos de férias de natal , e um ser qualquer decidiu me tocar há campainha as 11 da manhã e como não há ninguém em casa lá tem de ir a Nádia -.-
Desci as escadas ainda meio ensonada e abri a porta sem nem sequer espreitar e vi aquele ser perfeito para mim ali, com um sorriso contagiante o que me fez automaticamente sorrir e dei-lhe espaço para entrar em casa.

F – Bom dia namorada da minha vida! – Deu-me um beijo e abraçou-me o que me fez fechar os olhos apenas para senti-lo, esteve uma semana fora e estava cheia de saudades dele. Foi para casa dos pais no Algarve durante o natal, ele queria-me levar para me apresentar aos pais, mas eu ia passar com os meus familiares e também porque ia morrer de vergonha, aconteceu o mesmo com o os pais do Rodrigo.. Pára tudo, mas porque raio estou eu a pensar naquele gajo? Ok esquece, esquece! – Estava cheiooo de saudades tuas – Disse depositando vários beijinhos na minha cara e fazendo-me rir.
N – Bom dia amor, eu também estava cheia de saudades tuas. – Sorri. Ele separou-se de mim e olhou-me de cima a baixo.
F – Oh estavas a durmir? Desculpa bebé, só te queria ver cheguei há algumas horas e queria te fazer uma surpresa. – Disse fazendo-me uma festa na cara e sorrindo.
N – Tudo bem, se fosse outra pessoa provavelmente ia lhe fechar a porta na cara mas como és tu, não faz mal.
F – Mas queres ir durmir? Eu vou embora, não tem mal matamos as saudades mais logo na festa. – Disse rodeando os braços em volta da minha cintura, puxando-me para ele. Porque é que ele tem de ser assim ? Tão simples e tão fofo.
N – Durmir até quero ir, mas também podes vir aposto que estás cansado da viagem. – Quando disse isto, ele abriu um sorriso malicioso, rapazes! – Deixa-te cá de ideias menino Fábio, vá vamos que ainda quero durmir. – Disse puxando-o em direcção ás escadas e indo para o quarto.

                                                          X

Andreia a narrar

A – Nádia por amor da santa, mexe esse cu que ainda tenho de te maquilhar rapariga e temos de voltar para minha casa, porque depois começa a chegar o pessoal. – Eu explico, a Nádia está na casa de banho há mais de uma hora e temos de nos despachar a ir para minha casa porque é onde vai ser a nossa passagem de ano.
N – Já vou! – Gritou ela lá de dentro.
A – Já ouvi isso há meia hora e ainda ai estás. – Bati o pé impaciente. E finalmente a porta foi aberta e ela estava linda, hoje vai ser uma noite em grande, o Rodrigo também vai porque apesar de tudo é o meu melhor amigo e quero ver a cara dele quando vir o que perdeu. – FINALMENTE! Agora toca a sentar ali. – Apontei para cadeira que estava em frente ao espelho, e que comece a operação.

                                                          X

Chegamos a casa e a minha mãe já estava a receber alguns amigos meus, dirigimo-nos para a sala que mais parece um salão de baile toda enfeitada com a devida comemoração e aproximei-me de um dos sofás e reparei que já lá estava o Duarte, LINDO!

D – Amor estava a ver que nunca mais chegavas. – Disse dando-me um beijo na testa e outro na Nádia. Eu olhei para ela e ele percebeu que o motivo do atraso era ela. – Já percebi o atraso, mas olha que valeu a pena, a Nádia está uma gata, o Fábio que se meta a pau.
N – Por falar nele, já está cá?
D – Ainda não, quando sai de casa ele ia arranjar-se.
N – Ah tudo bem! Vou comer qualquer coisa ali, já volto pombinhos. – Disse ela acenando.
                                                          X

Fábio a narrar

Va lá, Fábio despacha-te! Bonito falo sozinho e tudo, mas se o Duarte aqui tivesse era exactamente o que ele diria.
Bem acho que está tudo, lá vamos nós.
Quando cheguei há casa da Andreia, dirigi-me há porta e reparei que também vinha uma rapariga atrás de mim mas não identifiquei quem era, parei na porta e toquei há campainha, quando a rapariga parou ao meu lado, vi que era a Leonor, estava bem gira apesar de ela o ter sido sempre, mas que estava ela aqui a fazer?
L – Oh olá Fábio, não tinha reparado que eras tu. – Falou-me com dois beijinhos e depois afastou-se.
F – Nem eu, estás linda, uau.. – Sorri com aquele sorriso de malicia, ah c’mon qualquer homem tem as suas fraquezas, ela abraçou-me apertado e eu retribui. E a porta já estava aberta e nós só reparamos numa sombra que ali estava, olhamos em direcção a ela e lá estava Nádia com aquela cara que eu tanto detesto ver, triste, magoada .. Oh boa Fábio, logo hoje fizeste porcaria. – Nádia espera! – Tentei agarrá-la mas ela já tinha fugido e não vi para onde ela tinha ido e ainda não conhecia muito da casa da Andreia, mas por sorte ela ia passar por ali. – Andreia, espera! – Gritei para que ela me pudesse, ela parou e sorriu.
A – Já chegas-te, o Duarte está na sala vai ter com ele.
F – Vou depois, a Nádia viste-a? – Ela reparou que eu estava agitado e nervoso.
A – Fábio que aconteceu? – Perguntou ela já nervosa.
F – Calma! Viste-a ou não?
A – A última vez que a vi, ela ia em direcção há porta.
F – Oh porra! Fazes ideia de onde ela possa estar?
A – O lugar que ela mais gosta daqui é o jardim, mais propriamente junto há piscina, procura por lá e depois quero saber o que se passou. – Sorriu
F – Ok, obrigada. – Dei-lhe um beijo na testa e corri em direcção ao jardim, ela tinha de estar lá eu tinha de me explicar!
(…)

13 comentários:

Jú S disse...

como é que eu posso ficar? estava tudo bem entre nós e de repente ele desiste do nada, diz que já não sente o mesmo, de um momento para o outro :x

Jú S disse...

como é que conseguiste? :s

Jú S disse...

foi diferente porque? sim, é sempre dificil

Lia disse...

o meu também era... mas já nos tinhamos visto claro. e quem me dera chegar a essa conclusão, que foi o melhor, quem me dera :$

Lia disse...

obrigada pelas palavras princesa, mesmo

Lia disse...

és um amor

Lia disse...

e já é muito *

Lia disse...

claro que sim meu doce

Lia disse...

mesmo assim, não consigo deixar de agradecer

márcia disse...

ADOREI !

Catarina disse...

pois , já vi que não sou a única , obrigada ! *

Lia disse...

ainda bem princesa

Sara'C disse...

acredito que vai ficar tudo bem entre eles :D
gostei mto !